Entradas recientes
Entradas destacadas

UMinho coorganiza celebrações do Dia Mundial da Língua Portuguesa





A Universidade do Minho e o Município de Guimarães, em parceria com o Instituto Camões, organizam, na próxima quarta-feira, 5 de maio, as comemorações do Dia Mundial da Língua Portuguesa, no Centro Cultural Vila Flor, na cidade-berço. É possível assistir presencialmente, mediante inscrição obrigatória prévia (aqui) e sujeita ao limite do espaço. A iniciativa pode também ser acompanhada online, pelo YouTube ou facebook.

A sessão de abertura conta, às 9h30, com intervenções do embaixador de Portugal na UNESCO, António Sampaio da Nóvoa, do secretário executivo da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), Francisco Ribeiro Telles, do presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, e do reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro. Segue-se uma conferência sobre o papel da diáspora, com a secretária de Estado das Comunidades Portuguesas, Berta Nunes.

O painel “Promoção da língua portuguesa em contexto académico” junta, às 11h30, a reitora da Universidade de Cabo Verde, Judite Nascimento, e os professores Carlos Fiolhais e Elias Torres Feijó, respetivamente das universidades de Coimbra e de Santiago de Compostela. A moderação cabe à professora Micaela Ramon, do Instituto de Letras e Ciências Humanas da UMinho.

A partir das 15h00 conhece-se o Museu Virtual da Lusofonia, pelo seu diretor e professor do Instituto de Ciências Sociais da UMinho, Moisés Martins, bem como o Museu da Língua Portuguesa no Brasil, que foi reconstruído após um incêndio e vai ser apresentado virtualmente antes da reabertura, pela sua diretora técnica Marília Bonas, pelo secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, Sérgio Sá Leitão, e pela gerente de Património e Cultura da Fundação Roberto Marinho, Larissa Torres Graça. O representante diplomático da Imamat Ismaili, Nazim Ahmad, vai também abordar o papel das organizações na sociedade civil nesta sessão, coordenada pelo secretário-geral da União das Cidades Capitais de Língua Portuguesa, Vítor Ramalho.

Após um intervalo, vai ser assinado, pelas 17h00, um protocolo que envolve o Município de Guimarães, a Associação Luso Brasileira de Apoio à Arte, a Secretaria Especial da Cultura do Brasil e o Instituto de Formação da Confederação Empresarial da CPLP. Segue-se um debate sobre os desafios para a língua portuguesa, com o reitor da Universidade Independente de Angola, Filipe Zau, e a coordenadora do Projeto ComPartilha no Agrupamento Escolar de Abação (Guimarães), Ana Caridade, sob a moderação do presidente do Instituto Camões, João Ribeiro de Almeida.

A sessão de encerramento está marcada para as 18h30, com as intervenções previstas do Presidente da República Portuguesa, Marcelo Rebelo de Sousa, do ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, do reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, e do presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança.

O português é a língua mais falada no hemisfério sul e foi a primeira, depois das línguas oficiais das Nações Unidas, a ter a consagração de um Dia Mundial. Esta efeméride foi proclamada pela UNESCO em 2019, coincidindo com o Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP, instituído em 2009. Para este ano estão agendadas 150 iniciativas comemorativas em 44 países, mostrando a amplitude geográfica do idioma e a natureza multifacetada dos seus usos por 260 milhões de pessoas.

_______________________________ Gabinete de Comunicação e Imagem Universidade do Minho




Síguenos
No hay tags aún.
Buscar por tags
Archivo
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square